AtitudeCom cria a campanha “A Vida Pede Colo” com a participação de 55 influenciadores digitais

Considerado o quarto tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo, o câncer de colo do útero acometeu aproximadamente 16 mil brasileiras somente no ano de 2020, levando praticamente metade delas à morte. Com o mote “A Vida Pede Colo”, a campanha desenvolvida pela agência para a multinacional alemã, Qiagen, tem como objetivo chamar a atenção de milhares de mulheres, despertando a atenção sobre a importância de realizar exames preventivos para o diagnóstico precoce da doença, o que possibilita mais chances de cura.

Para colaborar com a campanha, a AtitudeCom envolveu 55 influenciadores digitais, dentre eles, Lala Noleto, que elaborou conteúdo sobre o tema por meio do seu IGTV e a médica Laura Lúcia do perfil Saia com Saia, um dos maiores no Youtube voltados para a saúde feminina. A médica e influencer, elaborou conteúdo explicando a doença e a diferença entre os exames e a importância da vacina de proteção contra o HPV. Outros 50 influenciadores, de vários segmentos e cerca de 300 médicos, também receberam um kit com a camiseta da Campanha, em que a agência pede o apoio e colaboração na divulgação.

Por meio do seu núcleo de relações públicas, a agência também tem conversado com diversos jornalistas para a conquista de espaços orgânicos nos meios de comunicação. Feliz com os primeiros resultados, Damaris Lago, CEO da agência, disse que escolher a frase “A Vida Pede Colo” foi um olhar sensível sobre o tema. “Quisemos passar a mensagem de como é importante que cada uma de nós, mulheres, amem a si mesmas e se cuidem para ter uma vida digna. Somos condicionadas e escolhemos cuidar excessivamente dos nossos filhos, pares e pais, mas esquecemos de olhar pra nós mesmas. Qual é o propósito da vida senão manter-se bem e saudável para fazer as coisas que gostamos e amamos? O colo que acolhe e dá vida e não pode adoecer desta maneira”, complementa a jornalista.

A Campanha ficará no ar todo o primeiro semestre do ano. A agência pegou “carona” no Janeiro Verde, mês dedicado à conscientização da prevenção da doença e já se prepara para outra maratona de divulgação para o Março Lilás, outro mês dedicado a mesma causa.

Vale lembrar, que em novembro de 2020, a ONU também lançou uma Campanha para tentar diminuir o número de 500 mil mulheres, no mundo, que são diagnosticadas, anualmente, com o câncer de colo de útero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *